Colunas Episódio #15: Branco Sai Preto Fica (2014)

O Cinema brasileiro, que considero um dos mais criativos do mundo, é frequentemente prejudicado pela falta de oportunidades de chegar ao público. Muitas vezes, filmes espetaculares exibidos em festivais ficam apenas nestes circuitos alternativos, de minúsculo alcance, jamais conseguindo um contrato de distribuição - ou conseguindo de forma limitada e com anos de atraso.

Um destes trabalhos sabotados pela falta de distribuidores é Branco Sai, Preto Fica, de Adirley Queirós, sobre o qual escrevi em 2014 e que só chegou a pouquíssimas telas quase dois anos depois, ficando também por um tempo reduzido em cartaz. Tomara que com o Netflix ele consiga chegar a um número maior de espectadores. Minha crítica, aliás, está aqui.

Clique na imagem abaixo para assistir.

Um grande abraço e bons filmes!

Outras edições da coluna:

Episódio #14: O Rei da Comédia
Episódio #13: Jesus Camp
Episódio #12: O Barco: Inferno no Mar
Episódio #11: A Fortuna de Ned
Episódio #10: Amy
Episódio #09: In the Loop
Episódio #08: Life Itself
Episódio #07: À Procura de Elly
Episódio #06: O Guarda
Episódio #05: Triângulo do Medo
Episódio #04: Tempo de Despertar
Episódio #03: A Trapaça
Episódio #02: Tyke: Elephant Outlaw
Episódio Piloto: 21 longas para começar.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Pablo Villaça Colunista

Pablo Villaça, 18 de setembro de 1974, é um crítico cinematográfico brasileiro. É editor do site Cinema em Cena, que criou em 1997, o mais antigo site de cinema no Brasil. Trabalha analisando filmes desde 1994 e colaborou em periódicos nacionais como MovieStar, Sci-Fi News, Sci-Fi Cinema, Replicante e SET. Também é professor de Linguagem e Crítica Cinematográficas.